CONFIRA NOSSO BLOG
RAR | Corretora de Seguros

Você tem medo de falar e lidar com o dinheiro? Isso pode ser fobia financeira!

05 de novembro, 2020

A fatura do cartão de crédito está na caixa do correio ou anexada no e-mail que você acabou de receber do banco, mas dá um arrepio só de pensar em abrir? E também evitou de olhar o extrato bancário ou acessar o aplicativo da sua instituição financeira pelo mesmo receio? Se sim, você pode sofrer do que a psicologia chama de fobia financeira.

 

Segundo especialistas, fobia financeira é uma condição psicológica onde o principal sintoma é um medo paralisante de falar e lidar com tudo que envolve dinheiro. Esse receio é tão forte e permanente que a pessoa não consegue acompanhar as suas contas, a movimentação no banco, o limite do cartão de crédito. E também não consegue falar com alguém sobre esse medo.

 

E o que se tem observado é que em tempos de crise e com a diminuição da renda das pessoas, essa sensação pode estar alcançando cada vez mais brasileiros. Mas atitudes como essas, ainda mais se forem recorrentes, podem levar ao endividamento excessivo e à inadimplência, ocasionando em pagamentos de juros excessivos e outras cobranças.

 

Causa

Mas o que causa a fobia financeira? Estudos apontam que esse tipo de comportamento surge após experiências negativas que tivemos com o dinheiro – principalmente na infância.

 

Além disso, a pessoa pode desenvolver uma associação traumática e inconsciente se ocorreu uma briga por dinheiro na família ou se houve muita preocupação e ansiedade em juntar recursos para o pagamento de contas básicas, por exemplo. São esses padrões que o cérebro cria e que acabam se tornando frequentes ao longo da vida.

 

E como superar? Há o entendimento de que por trás dessa fobia há falta de educação financeira, que permite ter controle sobre o dinheiro. Por isso, a recomendação é encarar de vez os números para conseguir obter uma relação saudável com o dinheiro. Ao encontrar maneiras proativas de acompanhar suas finanças, a pessoa construirá uma relação de controle e confiança com o seu saldo bancário.

Outra dica é contar com um seguro de vida que garanta proteção em qualquer imprevisto. Assim, em caso de aperto, a pessoa fica menos exposta aos problemas provocados pela fobia de lidar com o dinheiro.

 

Se você quiser saber detalhes sobre os seguros que nós, da RAR Seguros, oferecemos, basta acessar nosso site: https://www.rarseguros.com.br/